Tejiendo Redes Infancia - Unión Europea

QUEM É ESSE ESTÃO

Em 2016, iniciamos o projeto Tecendo Redes de Infância na América Latina e Caribe que busca contribuir para o fortalecimento e consolidação de uma plataforma de defesa e promoção dos direitos da criança e do adolescente na região. Este projeto é cofinanciado pela União Europeia, Associação Sueca para o Desenvolvimento Internacional (Asdi) e Save the Children.

Tejiendo Redes Infancia - Unión Europea

OBJETIVOEM GERAL

Contribuir para a geração de mudanças significativas nas políticas públicas e orçamentárias e no marco regulatório, bem como nas estruturas sociais e culturais, por meio do fortalecimento organizacional e da capacitação das colições que participam do projeto Tecendo Redes Infantis, a ampliação da participação de meninas, meninos e adolescentes e o impulso articulado dos processos de incidência política para avançar na garantia dos direitos da criança na América Latina e no Caribe.

Objetivos específicos

Fortalecer organizacionalmente as coalizões que participam de Redes de Tecendo Infância, com a participação ativa de grupos organizados de meninas, meninos e adolescentes.

Desenvolver capacidades para construir propostas e promover ações de advocacy em nível nacional, intergovernamental e junto a organizações regionais e internacionais, visando avançar na garantia dos direitos da criança.

Tejiendo Redes Infancia - Unión Europea

COBERTURA

O projeto apóia redes nacionais que trabalham pelos direitos de meninas, meninos e adolescentes em 20 países da América Latina e Caribe: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

TÓPICOS

O Tecendo Redes da Infância promove a criação de espaços, onde todos os atores envolvidos refletem sobre até que ponto as ações dos Estados - desde a assinatura da Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC), até a atualidade - têm permitido uma mudança real na qualidade de vida de meninas, meninos e adolescentes da região.

Entre as questões prioritárias que são monitoradas estão:

• violência
• Adolescentes em conflito com a lei criminal
• Direito à saúde
• Direitos de educação
• Direito à identidade
• Direito de viver com a família
• Cidadania digital e segurança na internet
• Exploração trabalhista, econômica e sexual
• Infância vigilante
• Investimento na infância e adolescência
• Agenda 2030 e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

As Organizações da Sociedade Civil (OSC) que participam dessas redes nacionais trabalham, em sua maioria, em torno dos seguintes tópicos:

• Infância, adolescência e juventude
• Desenvolvimento e pobreza
• Acompanhamento do cumprimento da Convenção sobre os Direitos da Criança
• Igualdade e equidade de gênero
• Liderança juvenil
• Promoção da saúde sexual e reprodutiva, entre outros.

Tecendo redes infantis
Continuará trabalhando para que as meninas, meninos e adolescentes da América Latina e do Caribe vivam com dignidade e gozem plenamente de seus direitos.

PLANOESTRATÉGICO

O Plano Estratégico desenvolve os mecanismos de incidência nas políticas públicas, na legislação, nos investimentos públicos e nas práticas dos agentes do Estado vinculados à garantia dos direitos de meninas, meninos e adolescentes. Este plano foi desenvolvido nas seguintes bases:

• Recomendações do Comitê dos Direitos da Criança (CRC-ONU)
• Revisão Periódica Universal de cada um dos Estados
• Processos de assinatura e ratificação do Terceiro Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança.
• Avanços na aplicação das recomendações do Estudo das Nações Unidas sobre a violência contra crianças e adolescentes.
• O Sistema Interamericano de Direitos Humanos.
• Implementação dos Sistemas Nacionais de Proteção Integral a Meninas, Meninos e Adolescentes da região.
• Tendências políticas, econômicas e sociais prevalecentes nos países.

TejiendoRedesInfancia

Convidamos você a participar das atividades deste projeto!

Fique ligado em nossas redes sociais